Feira do livro do porto

Foi bom voltar a feira do livro para fora de portas. No entanto, o sol e a chuva não foram boas aliadas. Ainda acho que o rosto da feira precisa de ter uma nova lavagem. Não vi novidades, na verdade. Apesar do alarido à volta da praça Leya, com o lapso de não ter fontes de água, sim,que tem antenas, balcões à continente, e murais à farta, podia ter o luso-fastio à mercê do cliente. Não houve uma boa percentagem de sombra de árvore, mas esteve lá a árvore de natal do senhor ministro. Esteve lá o x e o y, mas não vi a confiança de Emerson. Não esteve lá a planeta tangerina, mas a kalandraka esteve lá bem representada. As compras resumiram-se nos livros de jean vigo (por luís filipe rocha), 0,60€ e a terra onde o tempo parou, bohumil hrabal por 5€ e tal, no stand da afrontamento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s