Sobre o post anterior


(Será que também estreia em Fevereiro?Vem para o Porto? My Blueberry Nights de Wong Kar-Wai).
Alexandra, aqui ficam as legendas dos fotogramas:

Sweet and Lowdown ,de Woody Allen;
-Cyclo, de Tran Anh Ung (todo o ruído da cidade Ho Chi Minh, num filme com pouco diálogos ) ;
-Tony Takitani de Jun Ichikawa (baseado num livro de Murakami, tem uma banda-sonora estupenda);
-Une femme est une femme de Jean-Luc Godard (o único filme alegre que conheço de Godard. gosto de ver toda a vitalidade  e força de Anna Karenina aqui. a cena das discussões quebrada por títulos de livros é deliciosamente cómica);
-Still Life – Natureza Morta de Jia Zhang Ke (onde se vê tudo a desmoronar, há um homem que procura construir uma ponte. a cor deste filme não dá para esquecer também);
-L’odeur de la papaye verte de Tran Anh Ung (um filme onde se sente o cheiro);
-Josée, the Tiger and the Fish de Inudo Isshin(a cena do hotel é o mais inesperado do filme, já que nunca se esperaria tal ambiente fantasioso de aquário);
-All That Heaven Allows de Douglas Sirk (aqui Jane Wyman lê uma passagem de Walden de Thoreau, só por isso voltei a revê-lo ontem. A meu ver, Douglas Sirk é o meu realizador das janelas mais lindas e grandiosas com a sua natureza.)
-The Life Aquatic with Steve Zissou de Wes Anderson (é sempre bom ver Bill Murray com a sua ironia subtil e aqui em busca de um tubarão, melhor ainda)
-Land of the Pharaohs de Howard Hawks (quando a rainha Nanila morre para salvar do veneno de uma cobra o seu filho é a cena mais forte e a mais inesquecível);
-Magnificent Obsession de Douglas Sirk(uma história cheia de nós cegos);
-Heaven de Tom Tykwer (uma boa água com açúcar, salvando-se algumas paisagens);
-4 Meses, 3 semanas e 2 dias, de Cristian Mungiu (um filme duro com uma gestão de silêncios de excelência. o modo como filmado é pertinente. a cena do jantar é fulcral.);
-A Insustentável Leveza do Ser de Philip Kaufman;
-Expiação de Joe Wright (uma completa desilusão).

Em Janeiro tive algum tempo para ver alguns filmes. Não sei como será nos próximos meses. Entre outros, espero, em Fevereiro, conseguir ver O Voo do Balão Vermelho (que tem estreia para o dia 14/02) e Este País não é para velhos (com estreia marcada para o dia 28/02), se chegarem cá. E ,em Fevereiro, também é o mês do Fantasporto. Ainda não fiz o meu mapa, mas calculo que se resumirá a alguns passos.

One thought on “Sobre o post anterior

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s