Não há mar,

É imperdível Scénario du filmPassion”, que se encontra na exposição Centre Pompidou Novos Media 1965 – 2003. Começa como se  fosse um programa de televisão com um “Boa tarde amigos e inimigos” e passo a passo, vaga a vaga, vai-nos contando (porque continuo a fazer cinema? Contar histórias.) todo o seu processo criativo do filme “Passion”. A partir de um quadro de Tintoretto, o argumento vai avançando e ganhando corpo quando chega aos gestos das operárias, para ele, gestos de amor. Godard  não quer escrever um argumento, mas sim vê-lo.  Segundo o cineasta, eu penso que tu vês primeiro o mundo e depois o escreves. Perante este ponto, diz-nos que Spielberg fez um filme sobre extraterrestres, contudo não estudou o universo. Godard quer ver o argumento. Coloca-se diante de uma tela, de um  ecrã , de uma folha branca. Pode não  haver mar, mas podes inventar as vagas.

2 thoughts on “Não há mar,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s