Roberto

 

Rossellini. É preciso fazer uma vez na vida a viagem de Stromboli ( o nosso Hollywood), para entender bem a dimensão deste cineasta desmesurado. Como foi possível fazer nascer o mais belo filme transcendental da história do cinema de um pequeno triângulo no meio do Mediterrâneo (que, para mais, nunca é filmado de longe, em plano geral, mas sempre do interior)?

joão mário grilo, em “o homem imaginado”, livros horizonte,2006.

imagens:fotogramas: “Stromboli”, Rossellini.

3 thoughts on “Roberto

  1. É preciso fazer duas viagens: ao Stromboli filme e à ilha de Stromboli. Já lá estive e posso dizer que em quase 60 anos a paisagem pouco mudou. Continua esmagadoramente bela, com o vulcão sempre presente para onde quer que desloques; mesmo que não olhes para ele, o Stromboli ronca várias vezes por hora, para não nos esquecermos dele.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s