98 Octanas

“98 octanas” é um tipo em fuga que encontra uma mulher em fuga e no qual partem os dois. Estão à procura de se reencontrar através do Outro?

Sim, é isso. E isso é fundamental. Espero que o espectador queira fazer essa viagem, que tenha disponibilidade para querer lá chegar. Depois, isto não é uma coisa obscura ou esotérica; em termos narrativos é até bastante aberto. Mas é preciso correr o risco. É preciso querê-lo.

O filme anterior, “Lá fora”, perguntava se o amor é possível. Este torna à pergunta. É ?

Não digo que seja possível, mas digo que há essa possibilidade – desde que se queira fazer a viagem interior, desde que se queira correr o risco. Desde que haja alguém para quem correr. Assim, mesmo que não venha a acontecer o amor, já não se morre em perdição. É possível que o Outro me transforme.

JN, dia 14 de Setembro 2006.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s