Era uma vez um fim

Houve um tempo que contava quase todos dias uma história a minha irmã mais nova. Substituía os tempo que tinha para as minhas leituras, para inventar histórias. Até que chegou a uma altura,em que não sabia mais que inventar de tanto colocar a história dentro do fora e fora do dentro, e comecei por fazer sombras na parede com as minhas mãos. A partir daqui, a história ganhava outro ritmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s